As Partes do Patins Profissional Street Inline

O que é o Patins Aggressive Inline?

Também conhecido como Inline, é um esporte radical praticado com Patins em linha, em locais apropriados, como half pipe, parques, e ruas.

O patins inline foi inventado nos Estados Unidos da América na década de 1980, por dois irmãos que jogavam hóquei no gelo. Astutos, eles patentearam o equipamento, ficaram Milionarios, investiram nele e fundaram a empresa que é conhecida como RollerBlade. Porém hoje, já existem diversas empresas, marcas e associações pelo mundo. Como USD, Razors, Remz, Xsjado, Roces, Fila e Nimh.

O Patins inline deu seu primeiro grande passo na produção de um filme de longa duração: Dare to Air, um filme feito para pessoas que estavam iniciando neste esporte. Dare to Air foi feito com um orçamento baixo, uma produção praticamente caseira, mas que conseguiu passar a ideia de que como seria este esporte, mostrando todas as habilidades de manobras com grau de dificuldades bastante elevados para a época.
Também mostrou bastante a cidade e os locais de manobras, os terrenos onde praticantes executavam suas manobras. Dare to Air foi o primeiro grande passo de divulgação, iniciando a partir dele uma evolução deste esporte radical que nunca mais parou de crescer.

Em complemento a o filme anterior, The Hoax foi o primeiro vídeo de manobras realmente agressivas que até virou uma espécie de bíblia para os praticantes do Patins  inline. Arlo Eisenberg fez o maior empenho para que Craig Caryl fizesse este filme. Arlo revelou em entrevista que “se não fosse pelos vídeos, o Patins Inline não teria a força que tem nos dias de hoje”.
Na atualidade, os patinadores concluem manobras em corrimões gigantes, altos e de preferência com um “precipício ao lado” e pulando de altura de mais de 3 metros, como casas, de 1° e 2° andares de blocos de apartamentos.

Vamos as Partes que compõem um Patins profissional Street inline:

 

partes patins profissional 560x560 As Partes do Patins Profissional Street Inline

 

SOULPLATE DO PATINS

O soul plate é a placa que permite a realização dos encaixes em quinas e canos. Graças aos plates pode-se deslizar realizando manobras. Em algumas manobras de aéreo em que se segura o patins, os plates também são usados. É neles em que se segura com a mão.

BACKSLIDE

O back slide é a concavidade que fica no meio do patins entre os plates da frente e de trás.
Certas manobras só são possíveis com essa concavidade que se prende ao corrimão após o pulo.

 

2010 11 08 kaltik2 As Partes do Patins Profissional Street Inline

H-BLOCK

O h-block é o meio da base. Essa região é de muito contato em todas as manobras. O desgaste nesta área é muito grande. 
Esse bloco no meio deixa a base mais resistente não deixando que ela se quebre facilmente, possibilitando o uso por meses.
Alguns modelos de base tem o h-block freestyle. Esse tipo de h-block toma todo o espaço da base não permitindo a utilização
de rodas no meio.
É o tipo preferido dos patinadores de street, por isso a maioria patina só com duas rodas em cada pé.

 

RB Solo Tribe 2010 Boots Rollerblade 1 400 3851 As Partes do Patins Profissional Street Inline

Bota Patins – Shell

 

SHELL

A shell é o esqueleto do patins. A parte principal onde se prendem todas as outras e onde fica o cadarço.
É a parte que denomina o modelo do patins.

 

cuff skate patins As Partes do Patins Profissional Street Inline

 

CUFF

O cuff é a parte que envolve e segura o tornozelo. Possibilita manobras em que se dobra o pé com segurança sem o risco de torcê-lo. 
As mais novas mudanças tecnológicas nos patins profissionais de street foram nessa parte. Alguns novos modelos com tecnologia “v-cuff” permitem movimentos que quase fazemos quando estamos descalços,tudo isso mantendo a segurança e não deixando o pé torcer.

liner skate patins As Partes do Patins Profissional Street Inline

Liner – Bota Interna do Patins

LINER

Liner é a bota interna. Os patins de street são famosos pelo seu conforto, isso é graças aos liners muito bem desenvolvidos e acolchoados.
Todo liner de street segura firme o tornozelo, não permitindo que o pé venha a sair do patins. Existem muitos modelos de liners, desde os mais simples até liners infláveis a ar.

Obs: Os patins com cuff de tecnologia “v-cuff”, tem que ter também um liner “v-cuff”

anatomie roller agressif 2 560x318 As Partes do Patins Profissional Street Inline

 

Modalidades do Patins Profissional

  • Slalom Inline: (Speed & freestyle), Consiste em correr entre cones, no Speed vence quem termina o percurso em menos tempo, e o freestyle consiste em executar vários tipos de manobra no “flat”, entre os cones
  • High Jump: Consiste “Pure High Jump” que é Salto em altura de Patins, e ainda “Best Trick” – melhor manobra.
  • Patins Street: são gaps, giros e grinds executados em obstáculos do cenário urbano como rampas, cantoneiras, corrimões, telhados e escadarias, melhores da categoria são Chris Haffey e Jeff Stockwell.
  • Patins Vertical: são as mesmas manobras executadas do street, em Halfpipe (rampa em forma de “U”);
  • Park: esta modalidade é praticada em pistas especializadas, que possuem obstáculos como mini-ramps, quartes-pipe, funbox, box, corrimãos, rampas de 45 graus, muro para Wall-rides, Canyon, jump-launchers e qualquer outro obstáculos que possam ser utilizados. Tudo isso dentro de um espaço reservado. Existem “Parks” ou “Skateparks” privados e públicos. Um dos melhores “Parks” existentes hoje é o “Woodward Camp” que é a empresa responsável pela construção da maioria das pistas para o campeonato mundial X-Games. Esses “Skatepark’s” tem seus obstáculos na maioria das vezes feitos em madeira do tipo “MDF” na camada superior em “Skatepark’s” indoor e madeira naval quando o “skatepark” fica a céu aberto. Também é comum encontrar muitos “Skatepark’s” de concreto com a superfície em “Cimento queimado” o que o torna mais liso e mais aderente para as rodinhas adequadas para manobras.

10 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>