Que o Brasil possui grandes nomes do skate mundial, todos nós já sabemos. Mas hoje você conhecerá a vida e a história de um dos maiores skatistas brasileiros de todos os tempos: Bob Burnquist. Eleito sete vezes o melhor skatista do ano e o maior medalhista dos X Games, sua trajetória encanta os amantes do skate de todas as gerações.

Continue com a gente e deixe-se inspirar pela trajetória desse ícone!

Quando tudo começou

Robert Dean Silva Burnquist, também conhecido como Bob Burnquist, é filho de mãe brasileira e pai americano — natural da Califórnia. Nasceu no Rio de Janeiro, no dia 10 de outubro de 1976, mas foi em São Paulo que passou grande parte da sua infância e adolescência.

Foi exatamente nesse período que teve o seu primeiro contato com o esporte: aos 10 anos, participou de um campeonato de handball, na função de goleiro reserva. Seu time conquistou o campeonato, mas o pequeno Bob recusou a medalha. Disse que não havia contribuído para a vitória e, por isso, não poderia aceitá-la.

Anos mais tarde, durante uma entrevista, o skatista explicaria melhor a história: não é que ele tivesse algo contra o handball ou esportes coletivos, mas, naquele momento, foi quando percebeu que deveria se dedicar a uma modalidade que a vitória ou derrota dependesse somente dele. Foi então que nasceu a sua paixão pelo skate.

O skate na sola do pé e no pulsar do coração

Bob começou cedo! Aos onze anos, ganhou o seu primeiro skate e aos treze estreava em competições da modalidade. Anos mais tarde, seria o responsável por uma revolução no mundo do esporte, ao inventar manobras e uma nova maneira de andar: o switch, que é quando o skatista inverte o pé da base. Surgia ali um dos maiores nomes do skate mundial, responsável pelas manobras mais inacreditáveis e insanas da modalidade.

A construção da família e a profissionalização no esporte

Engana-se quem imagina que Bob Burnquist começou a fazer os seus rolês pensando em ser um dos grandes nomes do skate. Muito pelo contrário! No início da sua carreira, ele não se preocupava com campeonatos, medalhas e grandes conquistas. Queria mesmo era andar de skate, sem preocupações e expectativas. Tudo mudou em 2001, com o nascimento da sua primeira filha, Lótus.

Quando a pequena veio ao mundo, Bob, no auge dos seus 21 anos, sentiu que precisava fazer o seu amor pelo skate render frutos e, por isso, buscou se profissionalizar cada vez mais no esporte. E foi essa inspiração que o fez conquistar o ouro pela primeira vez no X Games. Esse título fez dele o primeiro brasileiro a levantar o caneco nessa competição.

A partir daí, não parou mais de conquistar títulos: conta, ao todo, com mais de 30 conquistas, sendo mais de 20 somente no X Games.

Grandes vitórias

Bob Burnquist é, sem dúvida, o skatista brasileiro que mais conquistou medalhas e títulos até hoje.

Sua trajetória vitoriosa começou em 1995, com um título mundial inédito para um skatista brasileiro. Já sua primeira medalha de ouro nos X Games foi conquistada em 2001, na Filadélfia, com a modalidade Vert. Nessa competição, o skatista realizou um número importante de manobras inéditas e bateu o grande skatista americano Bucky Lasek.

O feito se repetiu nas edições dos X Games de 2003, 2005, 2007, 2008, 2010, 2011 e 2012, sediadas em Los Angeles. Com seu estilo sempre calmo no ar, Burnquist é considerado um dos mais estáveis e elegantes skatistas na elite mundial do esporte. É muito preciso e quase nunca erra. Durante essas competições, em quase as etapas, apresentou à plateia alucinada manobras nunca antes feitas, com técnica e leveza impecáveis.

Mas seus grandes feitos não param por aí: ele foi o primeiro brasileiro a conquistar um título mundial, em maio de 1995, e foi eleito sete vezes o melhor skatista do ano. Além disso, foi dez vezes campeão mundial — 8 vezes em Megarampa e duas vezes na vertical —, sendo o maior medalhista da história dos X Games e o primeiro skatista brasileiro a conquistar o prêmio Laureus, o Oscar do Esporte, em 2001. Para fechar a lista de pioneirismo, Bob foi ainda o primeiro skatista do mundo a acertar a manobra Fakie (Switch com a base nollie) — 900º na Megarampa. Essa façanha somente ele conseguiu realizar até hoje.

Principais conquistas de Bob Burnquist

Confira todos os títulos e suas modalidades, conquistados por Bob Burnquist ao longo de seus 28 anos de carreira:

X Games:

  • 1997: Medalha de Bronze. Sede: San Diego. Modalidade: Vert;
  • 1998: Medalha de Bronze. Sede: San Diego. Modalidade: Vert Doubles;
  • 1999: Medalha de Bronze. Sede: São Francisco. Modalidade: Vert Best Trick;
  • 2000: Medalha de Ouro. Sede: São Francisco. Modalidade: Vert Best Trick;
  • 2001: Medalha de Ouro. Sede: Filadélfia. Modalidade: Vert;
  • 2001: Medalha de Bronze. Sede: Filadélfia. Modalidade: Vert Best Trick;
  • 2002: Medalha de Prata. Sede: Filadélfia. Modalidade: Vert Doubles;
  • 2002: Medalha de Prata. Sede: Filadélfia. Modalidade: Vert;
  • 2003: Medalha de Ouro. Sede: Los Angeles. Modalidade: Vert Doubles;
  • 2005: Medalha de Ouro. Sede: Los Angeles. Modalidade: Vert Best Trick;
  • 2006: Medalha de Prata. Sede: Los Angeles. Modalidade: Vert;
  • 2006: Medalha de Bronze. Sede: Los Angeles. Modalidade: Vert Best Trick;
  • 2006: Medalha de Bronze. Sede: Los Angeles. Modalidade: Skateboard Big Air;
  • 2007: Medalha de Ouro. Sede: Los Angeles. Modalidade: Skateboard Big Air;
  • 2008: Medalha de Ouro. Sede: Los Angeles. Modalidade: Skateboard Big Air;
  • 2009: Medalha de Prata. Sede: Los Angeles. Modalidade: Skateboard Big Air;
  • 2009: Medalha de Prata. Sede: Los Angeles. Modalidade: Skateboard Big Air Rail Jam;
  • 2010: Medalha de Ouro. Sede: Los Angeles. Modalidae: Skateboard Big Air Rail Jam;
  • 2010: Medalha de Prata. Sede: Los Angeles. Modalidade: Skateboard Big Air;
  • 2010: Medalha de Bronze. Sede: Los Angeles. Modalidade: Vert Best Trick;
  • 2012: Medalha de Ouro. Sede: Los Angeles. Modalidae: Skateboard Big Air;
  • 2013: Medalha de Ouro. Sede: Foz do Iguaçu. Modalidae: Skateboard Big Air;
  • 2013: Medalha de Ouro. Sede: Barcelona. Modalidae: Skateboard Big Air;
  • 2013: Medalha de Ouro. Sede: Munique. Modalidae: Skateboard Big Air;
  • 2013: Medalha de Bronze. Sede: Los Angeles. Modalidade: Skateboard Big Air;
  • 2014: Medalha de Prata. Sede: Austin. Modalidade: Skateboard Big Air.

Mundiais:

  • 1995: 1º Lugar no Slam City Jam;
  • 2000: 1º Lugar no Slam City Jam;
  • 2001: 1º Lugar no Slam City Jam;
  • 2006: 1º Lugar no The Coolio Games;
  • 2009: 3º Lugar do Maloof Money Cup;
  • 2012: Tetracampeão da Megarampa, conquistado no Rio De Janeiro;
  • 2013: 1º Lugar no Street League.

Atleta de estilo inovador e manobras inacreditáveis, Bob está eternizado em personagens de jogos de videogame, como no Playstation — Tony Hawk’s Pro Skater —, na companhia de seu amigo e rival no esporte, Tony Hawk.

O quintal-paraíso

Apaixonado pela adrenalina das megarampas, Bob Burnquist conquistou mais um feito em seu currículo: construiu o maior complexo de rampas de skate do mundo, incluindo uma megarampa, em seu quintal, na Califórnia! Esta, uma réplica fiel da imensa rampa construída para os X Games: são 24 metros de altura e 170 metros de comprimento, o que equivale a quase dois campos de futebol. Dá para acreditar que essa monstruosidade caiba em um quintal?!

Nela, os skatistas podem voar alto! Sua primeira parte tem 55 metros de extensão e dá o impulso necessário para as manobras. A velocidade da descida faz com que os skatistas voem por um vão de mais de 20 metros. E para finalizar, encaram ainda um quarter, com cerca de 10 metros, que dá impulsos para voos de até 15 metros do chão. Adrenalina puríssima que Bob Burnquist deixa aberto para os skatistas do mundo todo, nas competições que lá ocorrem, com grandes nomes do skate como Tony Hawk, Jake Brown e Danny Way — os dois últimos, assim como Burnquist, especialistas em Megarampas.

Pelos seus voos nessa estrutura gigantesca, Bob ganhou ainda o título de “Rei do Skate”.

Novos projetos

Voar é mesmo a praia de Bob Burnquist! Depois de ter trazido a Megarampa para o sambódromo do Rio de Janeiro e ter conquistado lá seu tetracampeonato na modalidade, Bob, em seus momentos de folga, resolveu tirar um brevê de avião e helicóptero, e aprendeu a saltar de paraquedas.

Qualquer pessoa comum não conseguiria ligar esses hobbies ao skate. Mas com certeza, Burnquist não é um ser humano comum! Criativo e com sede de aprendizado, ele uniu seu amor pelos ares com a paixão pelo skate e conquistou mais um feito notório na sua carreira: realizou um salto no Grand Canyon, a partir de uma rampa, um corrimão e com um paraquedas ligado às costas. Difícil de entender, se não virmos essa façanha com nossos próprios olhos!

Mas se engana quem pensa que Bob já fez tudo no skate e está pronto para se aposentar. Como um atleta de esportes radicais, ele vive em busca de algo novo, se alimenta de adrenalina e quer continuar em cima do skate enquanto viver, sempre inspirado pela galera nova que chega andando bem por aí.

E quem sai no lucro somos nós, apaixonados pelo skate, que teremos a oportunidade de ver, por muitos anos, um dos maiores mestres e revolucionários do esporte em atividade, nos encantando e inspirando com seu estilo inovador e manobras inacreditáveis.

Como não se inspirar por uma trajetória de tanto sucesso? Com um estilo elegante e preciso de andar de skate, Bob Burnquist escreveu seu nome no hall da elite do esporte no mundo. Mais do que isso, ele vem construindo sua história, superando seus limites e revolucionando o esporte com suas manobras e criatividade com o skate no pé.

O que mais te inspira na história desse grande nome do skate mundial? Use os comentários e conte pra gente!