Controle emocional no esporte: você está preparado para derrotas?

O controle emocional é importantíssimo para qualquer atleta, principalmente quando o mesmo se encontra em um momento decisivo da carreira. Esse controle é obtido com o desenvolvimento de uma maturidade emocional, que facilita a administração de sintomas como a ansiedade, o estresse e a perda de concentração.

Já sabendo de sua importância, confira em nosso artigo de hoje dicas valiosas para desenvolver um controle emocional sólido e melhorar ainda mais seus resultados!

Comece nos treinos

A gestão das emoções não é uma habilidade nativa e precisa de muito treino para ser aprimorada. Uma boa forma de adquirir essa habilidade é identificar, em sessões de treino, sinais de nervosismo vindos de seu corpo, que podem prejudicar seu desempenho em durante a prática esportiva e até em competições.

Quando somos submetidos a situações desafiadoras nosso corpo começa a exibir sintomas como dilatação das pupilas, aumento da frequência cardíaca, perda de concentração e de equilíbrio. Em alguns casos seu corpo toma decisões sozinho! Quem nunca foi tomado por um desespero insano varando uma rampa ou descendo um gap? E seu primeiro drop em uma transição mais alta? Raros os que acertam de primeira sem ter um surto de desespero!

Se você sente que seu desempenho está sendo afetado por tais sintomas, comece a treinar a resistência mental e a capacidade de foco. Na hora da competição oficial, seu corpo agradecerá por isso.

Crie uma rotina

Imprevistos e falta de tempo para as atividades diárias são algumas das causas de problemas emocionais. Para contornar isso, crie uma rotina para seus dias, certificando-se de incluir momentos para treinos, descanso e lazer. Evitar imprevistos ajuda a evitar distrações. Uma agenda, uma lista, alarmes no celular, tudo vale na hora de se organizar, encontre seu melhor jeito de fazer isso.

Desenvolva autoconfiança

Antes de entrar em qualquer competição esportiva, é necessário desenvolver um senso de confiança pessoal. Para evitar o nervosismo com os resultados, lembre-se de todos os treinos e de todas as horas dedicados à preparação e mantenha o foco em demonstrar isso por meio de seu desempenho.

É importante notar, no entanto, que autoconfiança não deve ser confundida com arrogância.

Um comportamento de extrema valorização pessoal é antidesportivo e pode criar conflitos com outros participantes, além de prejudicar seus resultados. Esporte é, acima de tudo, uma forma de confraternização!

Lide com as derrotas

Mesmo que você dê o melhor de si almejando uma vitória, é necessário entender que as derrotas fazem parte do esporte como um todo, não só no Skate. Sendo assim, o ideal é não se abalar com elas, o que não é tarefa fácil!

Depois de um resultado negativo, é necessário seguir com os treinos e se preparar para outras superações e porque não competições? Para isso, manter o foco e ter em mente seus objetivos é o ideal para enfrentar e superar o que aconteceu. Tirar alguns dias de folga para relaxar o corpo e a mente podem ajudar.

Além disso, a derrota pode servir para impulsionar ainda mais seu desempenho, pois ajuda a descobrir os pontos que devem ser desenvolvidos e fomenta o desejo de vencer na próxima vez; aproveite essa oportunidade!

Obter controle emocional é muito importante ao se preparar para desafios e na aceitação de eventuais derrotas.

As dicas para se conseguir o controle emocional são simples e fáceis de seguir e trarão grandes benefícios, não apenas no contexto esportivo, mas também em sua vida profissional e pessoal. Comece agora mesmo a praticar o controle de suas emoções!

Gostou do post? Tem histórias de sucesso para contar? Escreva para a gente nos comentários!